POSTAGENS

OS FEDERAIS DE ROLÂNDIA

Deputados que tiveram uma boa votação em Rolândia em 2014
Já que nosso único candidato a federal não se elegeu, o Zezinho (PDT) e nem lançamos o vereador João Ardigo PSB (que poderia ser eleito. Depois explico em outra postagem...) vamos ter que contar pelo menos com os sete mais votados que se elegeram com nossos votos. Somados os votos quase chega aos vinte mil.

Os mais votados e que foram eleitos, são:

Luiz Hauly (PSDB) com 4.623 votos
Alex Canziani (PTB) com 4.236 votos
Marcelo Belinati (PP) com 3.657 votos
Alfredo Kaeffer (PSDB) com 3.558 votos
Luciano Ducci (PSB) com 2.350 votos
João Arruda (PMDB) com 2.036 votos
Sergio Souza (PMDB) com 744 votos

Agora é torcer para que em Brasília alguns deles não fiquem apenas fazendo oposição e esqueçam de seus eleitores!

Um bom Projeto da Escola Monteiro Lobato

Imagem: www.prefeituraderolandia.gov


Um bom projeto que começou na Escola Municipal Monteiro Lobato, será implantado em toda a rede municipal. O projeto visa incentivar as crianças a aprenderem a utilizar garfo e faca nas refeições. Segue  abaixo texto do site da Prefeitura Municipal de Rolândia:

ESCOLA MONTEIRO LOBATO TROCA COLHERES POR GARFOS E FACAS

TALHER-5Com o desafio de inovar o ambiente da Escola Municipal Monteiro Lobato, através de um curso de psicopedagogia, as estagiárias Claudete Eliani Casimiro e Célia Maria Dias e também a professora Rosinei Batistella Muller se dedicaram a um estágio funcional que acabou virando projeto piloto da Rede Municipal de Educação em Rolândia.
As futuras psicopedagogas incentivaram aos alunos do pré ao 5º ano do período vespertino a utilizarem garfo e faca durante a refeição escolar. O trabalho de comportamento teve início então com massinhas para identificar possíveis erros e dificuldades dos alunos, ao manusear os talheres.
“Com a autorização do diretor, Victor Hugo Pascoalatti, fomos buscar informações de quantidade de alunos que já utilizavam talheres, garfo e faca em casa, e como poderíamos orientar cada um no comportamento, mastigação, orientação de fila e alimentação”, afirma a professora Rosinei Batistella.
Os talheres foram adotados desde setembro na escola, com mudanças na readequação das mesas do refeitório e a troca de horários de refeição das turmas, através dos professores, diminuindo assim os machucados diários.
A nutricionista da Alimentação Escolar do município, Jaqueline Ribeiro, fala sobre a importância da mastigação correta dos alimentos. “O desenvolvimento motor para importar o alimento até a boca junto com a faca e garfo é imprescindível para a mastigação certa, pois há a possibilidade de corte de um pedaço maior de carne ou da fruta em diferentes pratos, que as escolas municipais disponibilizam.”
A intenção é que o todo o período escolar passe a utilizar os novos talheres durante o lanche, ainda este ano. Para o diretor Victor Hugo Pascoalatti, foram 100% de aceitação dos professores e a comunidade escolar. “Muitos já utilizam garfo e faca em casa e na escola era a colher, havia então esse retrocesso. Agradeço às professoras pela dedicação e incentivo na mudança de habito.”

A aluna Fernanda Greco Marino, do Pré I, utilizava somente a colher em casa e já vê grandes mudanças. “Foi muito legal, a professora ensinou que para pegar o prato com comida, tem que segurar com o dedão o garfo e a faca para não cair no chão enquanto leva até a mesa”, destaca a aluna. 
A Secretaria de Educação afirma interesse em implantar o projeto em toda a rede.
TALHER-1
TALHER-2
TALHER-4
Extraído de: http://www.rolandia.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=5398%3Aescola-monteiro-lobato-troca-colheres-por-garfos-e-facas&catid=78%3Aeducacao

DILMA GANHOU! CHEGA DE LADAINHA!


Nos últimos meses o que tem sido publicado em redes sociais, blogs e jornais locais, material farto contra o PT e o governo federal, "não está no Gibi". Viva a democracia. Só não entendo tanta gente falando em comunismo quando os mesmos publicam livremente toda sorte de comentários contrários sem ser incomodado.
Mas a questão que quero deixar é: a Presidente Dilma foi reeleita, seja com 51% ou 90%, está eleita e obteve a maioria dos votos.

Conselhos aos pré-candidatos a prefeito

Para 2016 Rolândia, se Deus quiser, poderá contar com dois nomes que representam renovação de fato, disputando o cargo de prefeito. 

Vejo os dois nomes com bons olhos, mas daria um conselho: deixem as críticas a Presidente Dilma para o eleitor comum, aquele que não tem pretensões políticas tão altas. 

Não consigo imaginar o prefeito Johnny, os ex-prefeitos Eurides, Leonardo, se expondo dessa maneira ao público. O próprio Eurides em 2002 num ato pró-Requião no segundo turno pediu votos para governador e deixou a escolha para presidente livre, sem pedir votos. 

O governador de Goiás, Marconi Perilo (PSDB) disse para Dilma que apoiaria ela num 2º turno, caso Aécio não avançasse. É ilusão pensar que se governa sozinho sem a ajuda do governo federal, que diga-se de passagem, investiu muito em Rolândia nos últimos doze anos. 
Outra situação é que a presidente mesmo não sendo a mais votada, alcançou mais de dez mil votos por aqui. Vocês querem perder esses eleitores?

NÃO RECLAME, PARTICIPE!

Imagem: http://www.dinheirologia.com/2010/09/sou-cidadao-e-dinheirologia.html
Somos acostumados a somente reclamar disso e daquilo. Que a saúde vai mal, que a educação vai mal, que a segurança vai mal e etc. Porém, geralmente quando temos a chance de participar de alguma reunião ou conselho, simplesmente arranjamos inúmeras desculpas pra não participar.

Como todos sabem, em 2012 fui candidato a vereador, recebendo 239 votos. Não foi o suficiente para me eleger, mas tinha como propósito estar ajudando minha cidade de alguma maneira. Decidi que participaria ativamente dos conselhos e comissões que tivesse oportunidade.

Atualmente participo dos seguintes conselhos:

Conselho da Pessoa com Deficiência - Membro
Conselho Gestor do Bolsa Família - Membro
Conselho Municipal da Educação - 1º Secretário
Conselho Escolar da Escola Geralda Chaves do Jardim Terezópolis - Secretário
CIPA Conselho Interno de Prevenção de Acidentes da Prefeitura de Rolândia - Vice Presidente

É bem verdade que

ONDE JOGAR MEU LIXO?


Você já deve ter visto uma imagem igual a essa?

Quem costuma andar pelos bairros de Rolândia, perceberá que tanto nos bairros "Chic", quanto nos humildes, a quantidade de móveis, madeiras, galhos de arvores, sacos de lixo descartados em locais impróprios, como em terrenos baldios.
A grande maioria das pessoas acredita que isso é simplesmente falta de educação. Mas não diria que é somente isso. É também também por falta de tempo, dinheiro, informação e até de locais apropriados. 
Não é qualquer tipo de entulho que é recolhido pelo serviço público. É ilusão achar que com campanhas de conscientização, cartilhas e propagandas na TV, Rádios e jornais, irão resolver o problema. Ninguém tem coragem de filmar, tirar fotos e denunciar o "porcalhão".

O que pode ser feito então?

Ecopontos. O jeito é regularizar a situação. Explico: se em cada bairro da cidade deve existir pelo menos um terreno baldio, público ou privado, que serve de local de depósito de
lixo, por que não permitir, lógico que de maneira ordeira e responsável, um local assim?
Por mais estranha que pareça isso, nas grandes cidades já é comum. Rolândia, devido ao seu crescimento horizontal, necessita de algo pelo menos parecido.

Como seriam esses Ecopontos?

Espaços de aproximadamente 20 metros², sem cobertura, com piso de concreto, dividido em módulos de gêneros (ex: espaço para móveis, galhos, madeiras) cercado por baixo muro de 50 cm, com alambrado de 1,5 m de altura. O serviço de coleta ficaria responsável em recolher os descartes semanalmente.